17.10.17

Segredos da dieta

Segredos da dieta

O termo dieta representa algo rígido, sofredor e não têm nada de ser assim. A proposta de hoje passa por sugerir algumas mudanças na alimentação e alguns hábitos de vida, sem sofrer privações. A ideia não é passar fome e sim comer os alimentos adequados, na quantidade correcta e nos horários certos.

Duvidas e segredos sobre a dieta


 Produtos light, fazem bem à saúde?
Na generalidade os produtos light apenas fazem bem à consciência, na realidade são-lhes retiradas algumas substancias que contém muitas calorias como as gorduras e os açúcares e acrescentam outros produtos que fazem mal e desequilibram o nosso organismo. No fundo estamos a camuflar as pedidos do organismo.

➢ Comer gluten, sim ou não?
Na generalidade ele apenas é desaconselhado às pessoas que são alérgicas ao gluten, que claramente o devem evitar, mas também deve ser reduzido nas pessoas que não sofrem desta alergia.
Os pacientes celiacos ou seja as pessoas que sofrem de alergia ao gluten têm a parede intestinal lisa e assim que existe o contacto com o gluten dá-se uma reacção alérgica e faz com que o organismo comece a lutar contra o gluten.
Nas ditas pessoas normais, a parede intestinal contém umas rugosidades que protegem o organismo do contacto directo com o gluten, porém quando o consumo começa a ser exagerado as paredes intestinais vão-se distendendo e dá-se a impermeabilidade intestinal. Neste quadro os próprios alimentos que são bons passam para corrente sanguínea sob a forma de moléculas maiores e dá-se uma batalha no organismo contra essas moléculas.

➢ É proibido comer hidratos de carbono à noite?
Não! O importante é ficar saciado e não dar oportunidade aos ataques de gula, até porque o organismo vai passar muitas horas sem abastecimento e mesmo que menos vai gastar energia. Uma desvantagem de ir à noite para a cama com fome, é que vamos criar necessidades ao corpo e de manha ao pequeno almoço ele vai assimilar todos os açucares mais rapidamente. O importante é escolher boas fontes de hidrato de carbono, como por exemplo a batata doce, arroz integral, quinoa, aveia, massas integrais, etc. Evidentemente sem exageros.

➢ Alimentos processados são proibidos?
Todos os alimentos industrializados são desaconselhados. São-lhes acrescentado todo o tipo de substancias nocivas, que além de favorecerem o aumento de peso, prejudicam fortemente a saúde.
Falamos de vários tipos de elementos como os: acidificantes, conservantes, aromatizantes, adoçantes artificiais, espessantes, sódio, gorduras saturadas, entre outros.
Opte por alimentos frescos, integrais e de preferência biológicos. Deste modo conseguirá um organismo mais saudável e a perda de peso fica muito mais fácil.

➢ Alimentos com muitas calorias engordam?
Na prática sim, mas na realidade um alimento rico em calorias, por norma satisfaz sempre mais rápido e come-se em menos quantidade. A diferença está no tipo de calorias, nas quais temos as calorias vazias, onde entram aqueles alimentos que têm muitas calorias, porém têm poucos nutrientes, tais como: bolachas, refrigerantes, bebidas alcoólicas, doces, fritos, salgadinhos, bolos de farinha refinada e outros alimentos industrializados. Depois temos as calorias cheias, que são ricas em vários tipos de nutrientes, como por exemplo: abacate, sementes, nozes, ovos, azeite, banana, entre outros.

➢ Adoçante sim ou não?
Não! Nós apenas devemos consumir alimentos que o organismo reconheça, os adoçantes tal como os produtos light, vão camuflar as necessidades do organismo e levar ataques de gula. Para além disso os adoçantes são inimigos do sistema neurológico.
Para quem gosta de doces pode usar substitutos do açúcar comum como o açúcar de coco, açúcar de agav ou stévia.
11.10.17

Pólen de abelha

Pólen de abelha, os benefícios na saúde

Os produtos apícolas têm-se revelado como poderosos alimentos no mundo inteiro, dentro deles destaca-se o pólen que é considerado um dos alimentos mais ricos e valiosos encontrados na natureza, têm quase todos os nutrientes que um ser humano necessita. Ele contém substancias que outros produtos de origem animal não têm, na verdade ele contém mais proteínas e aminoácidos do que qualquer fonte de carne, queijo ou ovos.
Além disso o pólen de abelha detém qualidades importantes que beneficiam a saúde como propriedades antioxidantes, anti inflamatórias, energizantes e antianémicas.

Principais benefícios do pólen de abelha para a saúde


Os benefícios do consumo de pólen de abelha são vários, alguns estudo realizados têm comprovado que este super alimento é capaz de prevenir problemas da próstata, previne o envelhecimento precoce, a aterosclerose, ajuda a combater e a atenuar a acção das bactérias, reduz a acção excessiva do organismo face a algumas alergias e previne vários tipos de cancro.

Regula o sistema imunitário: O pólen de abelha é rico em vitaminas, minerais e proteínas que ajudam na formação de anticorpos. Além disso o pólen de abelha é excelente para a flora intestinal e consequentemente melhora o sistema imunitário.

Energia: O pólen de abelha é um alimento de valor energético elevado, 100 gramas contém aproximadamente 260 calorias. Ele é rico em carboidratos, proteínas e vitaminas do complexo, que ajudam a impulsionar a energia, regulam o metabolismo, melhoram o humor e aumentam a resistência dos atletas, aumentam a libido e combatem os sintomas de cansaço.

Melhora os sintomas de menopausa: Segundo algumas experiências, o pólen de abelha misturado com mel melhora significativamente os sintomas da menopausa. Ao que parece esta mistura foi administrada a mulheres que sofriam de cancro da mama e que devido aos tratamentos hormonais sofriam dos sintomas de menopausa, a maioria delas mostraram melhoras. Também é de salientar que o mel só por si mostra resultados positivos nesta área.

 Anemia: O pólen de abelha ajuda a tratar anemias, inclusive as mais profundas, ele eleva rapidamente a taxa de hemoglobina no sangue.

Curiosidades sobre o pólen de abelha


Os antigos Egípcios chamavam-no de: O pó que dá a vida. E Hipócrates e Plínio prescreviam-no aos seus doentes.

A acção do pólen no organismo não é instantânea, dá-se progressivamente, ou seja os benefícios só serão notados ao fim de duas a três semanas.

O pólen de abelha distingue-se do das flores pelas transformações que passa ao ser colectado pelas abelhas, que reúnem os pequenos grãos e os transformam-nos em esferas. Uma abelha leva aproximadamente oito horas por dia durante um mês a produzir uma colher de chá de pólen e já agora saiba que uma bolinha contém aproximadamente dois milhões e meio de grãos de pó.

A sua coloração depende da origem floral, daí a diferença na tonalidade dos grãos, porem a cor não interfere com a qualidade do produto. Contudo a variação nutricional pode variar consoante o tipo de flor escolhida pelas abelhas.

Como consumir o pólen de abelha


Por norma a dosagem diária aconselhada é de uma colher de chá por dia, contudo o ideal será começar por 1/8 de colher de chá e ir aumentando caso não se verifique nenhuma reacção adversa. O excesso deste alimento pode levar a efeitos indesejáveis como inchaço abdominal, desconforto no estômago e diarreia.
O pólen de abelha pode ser consumido no estado natural, em iogurtes, em sumos, misturados com cereais, entre várias outras opções.


Contra indicações do pólen de abelha


O pólen de abelha não deve ser consumido por crianças com idade inferior a dois anos, nem por pessoas que tomem anticoagulantes. Também deve ser evitado por mulheres grávidas ou que estejam  a amamentar.

Apesar de possuir propriedades antialérgicas, a toma de pólen deverá ser feita com cuidado sob risco de provocar algumas algumas reacções adversas, principalmente em indivíduos com alergia ao pólen e ao mel. Na generalidade quem é alérgico ao mel, tende a reagir mal ao pólen de abelha, estas pessoas podem desenvolver sintomas que poderão ser leves ou graves, conforme a sua intolerância.

Em caso de alergia as reacções adversas do pólen podem levar a comichão, vermelhidão, falta de ar ou em casos mais graves a anafilaxia.
2.10.17

Perder peso cuidando da flora intestinal

Perder peso cuidando da flora intestinal

Alguns estudos sugerem que o segredo para perder peso não está nas dietas e sim na saúde e composição da nossa flora intestinal. Ao que parece os tipos de bactérias existentes no nosso intestino intervém com a acumulação de gordura no nosso organismo, muito mais que outros factores como por exemplo o tipo de alimentação. Porém também se sabe que alguns comportamentos alimentares influenciam directamente a flora intestinal.
Assim o cita um estudo realizado no Centro da Ciência do Genoma e Sistemas Biológicos da faculdade de Medicina da Universidade de Washington e publicado na revista Norte Americana Science

O estudo foi feito em laboratório em dois grupos de ratos saudáveis. Num dos grupos foram injectadas as bactérias (Filo Firmicutis) mais frequentes no intestino de pessoas obesas , no outro foram injectadas as bactérias (Filo Bactéroidetes) frequentes em pessoas magras.
Num curto período de tempo os animais que receberam as bactérias da flora intestinal dos obesos começaram a engordar, os outros não sofreram alterações.

Os estudos continuam e sugerem a transferência de bactérias do intestino de indivíduos magros e saudáveis no intestino de quem sofre de obesidade como forma de controle da obesidade. Esta é uma nova nova esperança para quem sofre de excesso de peso.

Como é que a flora intestinal pode influenciar o nosso peso


A flora intestinal é povoada por um conjunto de bactérias que se aproveitam de nutrientes que o nosso corpo não utiliza e simultaneamente sintetiza outros nutrientes que nos são úteis facilitando a sua absorção através do nosso intestino, acresce aínda a vantagem destas bactérias nos protegerem de outros microorganismos patogénicos. Em resumo podemos afirmar que temos aqui um processo de simbiose, quando dois organismos vivem em comunhão com vantagens mutuas.

Quando a flora intestinal é equilibrada é feita uma melhor digestão doa alimentos e existe uma maior protecção contra o que nos é nocivo e que nos podem levar a vários processos inflamatórias.
Alguns dos sintomas de uma flora intestinal desequilibrada poderão passar por:
➢Flatulência excessiva
➢Distensão abdominal
➢Obstipação ou diarreia

Principais motivos do desequilíbrio da flora intestinal


Por norma este desequilíbrio dá-se por hábitos alimentares indevidos e comportamentos do quotidiano pouco recomendados.

➢Alimentação inadequada: A ingestão de alimentos ricos em gorduras saturadas, fritos, alimentos industrializados e processados, carnes vermelhas.

➢O uso excessivo de certos medicamentos: A toma abusiva e sistemática de certos medicamentos pode afectar seriamente a flora intestinal. Dentro desse tipo de fármacos destacam-se os antibióticos, anti inflamatórios e laxantes.
Existem até mesmo alguns estudos que sugerem que o aumento da obesidade a nível mundial poderá estar relacionado com o uso de antibióticos desde idades muito jovens. Esta crença não é desfundamentada já que se sabe que este tipo de medicamentes destrói a flora intestinal.

Como manter a flora intestinal equilibrada e saudável


A flora intestinal é como uma horta  é necessário cuidar muito bem dela para alcançar os objectivos, a melhor maneira de a manter saudável, perder algum peso e manter o nosso organismo livre de doenças, passa por:
➢Beber muita água, pelo menos um litro e meio por dia.
➢Não se automedicar
➢Consumir alimentos ricos em fibras como frutas e vegetais
➢Incrementar uma dieta equilibrada e saudável
➢Inclua alimentos probióticos na sua alimentação
➢Diminuir a ingestão dos alimentos processados e ricos em gordura

26.9.17

Benefícios do araçá para a saúde

Benefícios do araçá para a saúde

Cientificamente o araçá é conhecido pelo nome de Psidium Cattleiamum, provém de uma árvore nativa do Brasil, o araçazeiro, uma planta que é formado por mais de 150 espécies.
O araçá é um fruto pequeno que se assemelha a uma baga, com a casca amarela ou rosada conforme o tipo. Contém polpa de um amarelo esbranquiçado, doce, suculenta, com um ligeiro toque ácido e com sementes.

Trata-se de um fruto com diversos benefícios medicinais e muito utilizado na medicina popular. As suas propriedades são várias e vão desde acção anti inflamatória, antioxidante, adstringente e mucilaginosa. Conta aínda com cálcio, ferro, fosforo e várias vitaminas, entre elas a A, B e C. Possui também um importante teor de carotenóides e antocianinas. A folha do araçazeiro conta igualmente com inúmeras vantagens.

Benefícios e propriedades do araçá para a saúde


Previne gripe e resfriados: O araçá contém alto teor de vitamina C, mais que alguns frutos cítricos. Além de estimular o sistema imunitário contra diversas doenças, esta vitamina também colabora com a prevenção do escorbuto.

O araçá previne a obstipação: Ele é rico em fibras dietéticas, bem conhecidas pela cooperação no bom desempenho do sistema digestivo e consequentemente na saúde geral. Elas estimulam a digestão, ajudam na formação do bolo fecal, beneficiam a flora intestinal e facilitam o transito intestinal. (Benefícios das fibras alimentares)

Melhora o funcionamento da tiróide: O araçá é rico em cobre, um mineral que estimula o metabolismo da tiróide e a ajuda a regular a produção e absorção de hormonas.

O araçá ajuda a prevenir o cancro: Ele é rico em anti oxidantes capazes de combater os radicais livres responsáveis pela oxidação das células. Um factor muito importante quando se trata da prevenção e da restrição de doenças cancerígenas.

Curiosidades sobre o araçá


O araçá não é fácil de encontrar, porém ele provém de uma pequena árvore o araçazeiro com cultivo fácil e rápido, mesmo em vaso é bem simples produzir os próprios frutos. (Cultivo e produção de araçá)

O araçá normalmente é consumido ao natural, mas também dá origem a deliciosos doces, geleias, sumos e como constituinte de algumas sobremesas

Como já foi referido existem bastantes espécies deste fruto sendo a mais comum o araçá vermelho, o araçá amarelo, o araçá da praia, china guava e araçá do campo, entre outros.

A madeira do araçazeiro é de longa durabilidade e é utilizada na construção civil, em cabos de ferramentas ou simplesmente em lenha, devido ao seu rápido crescimento.
LinkWithin
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...