Benefícios do Funcho - Foeniculum vulgare

O funcho (Foeniculum vulgare) é uma planta aromática e medicinal, nativa da bacia do Mediterrâneo, cultivada atualmente em várias partes do mundo

No modo selvagem o funcho é uma planta facilmente encontrada em terrenos baldios e colinas secas. Possui importantes qualidades medicinai e é usada como remédio caseiro em diversas patologias. É inclusivamente mencionado pelos antigos médicos e botânicos, como Hipócrates e Dióscorides.

Indicações terapêuticas: Cólicas intestinais e menstruais, nervosismo,  azia, queimação, refluxo, dor de garganta, infeções urinárias, espasmos, diarreia, vermes intestinais, flatulência, estimulo do leite materno.

Propriedades medicinais: Carminativas, antiespasmódicas, expetorantes, mucoliticas, aperitivas, analgésica, calmantes, tonificantes, anticépticas, antibacterianas, antifúngicas, purificantes, aromáticas, tonificantes, galactogénicas, cicatrizantes.

Benefícios e propriedades medicinais do funcho


Saúde do aparelho urinário: A raiz do funcho têm uma grande capacidade diurética e depuradora, é usada em problemas renais, cistite, oliguria (diminuição ou ausência de urina), cálculo renal, inflamação da uretra, ácido úrico elevado, hipertensão, edema e retenção de líquidos.

Saúde feminina: O funcho é indicado a vários problemas do aparelho produtor feminino, possui ação antimicrobiana, combate bactérias e fungos, sendo utilizado no tratamento de várias infeções do aparelho reprodutivo. É igualmente indicado nos sintomas da menopausa e no control da dismenorreia, devido à sua ação estrogênica, relaxante, analgésica e anti inflamatória. No uso popular o funcho é utilizado com anticoncepcional natural, sendo usado em algumas partes do mundo como indutor ao aborto.

Ansiedade e distúrbios do sono: Tradicionalmente o funcho é utilizado com a finalidade de melhorar os sintomas de nervosismo, a ansiedade, a qualidade do sono e outros transtornos neurológicos. Em algumas comunidades ele é inclusivamente usado com o proposito de aliviar as dores de cabeça de origem nervosa.

Cicatrizante de feridas: O funcho é recomendando na cicatrização de feridas, dado a sua atividade cicatrizante. Os curandeiros das tribos indianas administram a combinação desta planta juntamente com outras, com a finalidade de acelerar o processo de cura de várias lesões superficiais.

Auxiliar digestivo: É usado como um digestivo, contra a dispepsia e a distensão abdominal, aliviando o desconforto ou a dor após a ingestão de alimentos. Relaxa as paredes do aparelho digestivo, alivia os sintomas de náuseas, vômitos, elimina o mau hálito e é indicado no tratamento da diarreia. Impede a formação de gases intestinais, bloqueia o processo de fermentação intestinal.

Problemas respiratórios: A infusão de funcho ajuda a prevenir os sintomas de resfriado e a descongestionar o sistema respiratório, funciona como um expetorante que ajuda a expelir o excesso de muco e fleuma. Alivia as crises de asma, tosse, catarro e rouquidão.

Aumenta a imunidade: O funcho possui atividade antibacteriana, antifúngica e antisséptica, 3 importantes propriedades que ajudam a reforçar o organismo face às doenças infeciosas.

Saúde ocular: As sementes e as folhas de funcho ajudam a aliviar o processo da blefarite, a inflamação das margens das pálpebras que causam ardor e coceira. Refresca e alivia olhos cansados, inchados e com conjuntivite. Coloque um algodão ou uma compressa embebidos em chá de funcho sobre os olhos por 10 minutos.

Reduz a dor: É indicado como anti inflamatório e relaxante muscular, sendo indicado nos casos de artrite, doenças reumáticas e outras patologias associadas à dor. Melhora a saúde dos tecidos e a funcionalidade das articulações. Acalma a dor e a inflamação da faringite e da gengivite.

Potencia a perda de peso: O funcho ajuda a aliviar a retenção de líquidos e reduz o edema causado por este desequilíbrio. Conta igualmente com ação termogénica, uma função que aumenta o metabolismo e permite maior gasto energético. Além disso o funcho é conhecido por regular o apetite e reduzir a celulite.

Campo mistico: Ao nível energético o funcho é uma planta muito poderosa. Ele trabalha e estimula a nossa expressão, criatividade, desenvolve o desejo de aperfeiçoar as nossas aptidões e qualidades, dá motivação para a realização dos nossos sonhos e ajuda a cortar os laços do passado que nos atormentam.

Veja também: Os benefícios das sementes de funcho

Diferença entre erva doce e funcho


Muita gente tende a confundir o funcho (Foeniculum vulgare) com erva doce (Pinpinella anisum), apesar de serem aparentadas são duas plantas distintas.
As folhas da erva doce assemelham-se a salsa, as do funcho são finas e delicadas.
As flores do funcho são amarelas, as da erva doce são brancas.
A erva doce tem sementes mais pequenas em comparação com as do funcho.
O chá é outra das diferenças, o de funcho é mais forte e mais opaco, o de erva doce é mais leve e transparente.

Como preparar chá de funcho


Use uma colher de sopa de funcho em meio lito de água.
Quando a água alcançar a fervura, retire do lume e coloque o funcho. Abafe e deixe repousar por uns 10 minutos. De seguida coe e beba, 2 a 3 chávenas distribuídas ao longo do dia.

Curiosidades sobre o funcho


Quando fresco o funcho atrai uma grande diversidade de animais e insetos, sendo inclusive hospedeiro de alguns lepidópteros, porém depois de seco é um bom repelente de insetos. No passado era comum usar sementes de funcho moídas nos curais dos animais e nos canis como um repelente de pulgas.

Já era utilizado desde o tempo de Roma antiga, como alimento e remédio natural utilizado em mais de 22 tratamentos. Os Romanos adornavam-se com grinaldas de funcho, com a convicção de que este de que ele os potenciava ao nível sexual, dado que lhe eram atribuídas propriedades afrodisíacas. Era também utilizado pela suas propriedades carminativas, ou seja, com o fim de eliminar os gazes.

A cidade do Funchal na ilha da Madeira recebeu o nome pela existência e abundancia de funcho na altura das descobertas. O funcho está associado à gastronomia tipica da Madeira e entra na composição dos famosos rebuçados de funcho.

O seu nome provem do latim "foenum", que significa feno, devido à sua fragrância.
O funcho também é conhecido por: erva doce, anis doce, fiuncho, finóquio, finochio, maratro.

Como usar o funcho


Toda a planta do funcho é comestível, desde as folhas, sementes e bolbos radiculares. Devido ao seu aroma anisado o funcho é utilizado como aromatizante em produtos farmacêuticos e perfumaria. As folhas têm ação cicatrizante e antissépticas quando usadas superficialmente, na raiz sobressai a ação diurética.
As folhas são usadas em chá e como condimento culinário, aromatizam saladas, pratos de arroz,
peixe, azeitonas.
Os bolbos jovens são tenros e suculentos e podem ser consumidos crus ou cozinhados.
 As sementes de funcho aromatizam licores, bolos e outros produtos de pastelaria e padaria . São também usadas em chá e tisanas, com propriedades parecidas ao das folhas.

Contra indicações do funcho


Não é recomendado a utilização de óleos essências de funcho, durante o decorrer da gestação, da lactação e em crianças com idades inferiores a 6 anos. Deve igualmente ser usado com cautela em pessoas que sofram de doenças alérgicas, sendo nestes casos recomendado o uso de pequenas quantidades como forma de experimento, ao não se observarem reações alérgicas pode ser usado normalmente.

Benefícios da Urze - Calluna vulgaris

Benefícios da Urze - Calluna vulgarisà saúdeUrze (Calluna vulgaris) conhecida no modo popular por Torga ordinária, é encontrada em quase toda a Europa continental e Noroeste de Africa. Trata-se de um pequeno arbusto de pequeno porte, que pertence à família Ericaceae, com crescimento entre os 20 cm até 1 metro de altura.

As suas flores são as principais protagonistas, apresentam um especial interesse no mundo da fitoterapia pela sua eficiência no combate às infeções renais. Contam com importantes propriedades medicinais, que lhe permitem ser usada como um remédio caseiro no tratamento de diversas doenças.
Na medicina tradicional a Urze é utilizada sob a forma de cataplasma no alivio das dores reumáticas e das frieiras.

Propriedades: Adstringentes, antissépticas, anti inflamatórias, diuréticas, sedativo, regeneradoras.

Compostos: Quercetina, Ácido ursólico, B-Sitosterol, Tanino.

Principais indicações terapêuticas da Urze


Infeções da via urinária
Inflamações da próstata
Gota, artrite e reumatismo
Hipertensão arterial
Infeções do aparelho genital
Hiperuricemia (valores elevados de ácido úrico no sangue)
Eczemas
Infeções da boca e garganta
Corrimento vaginal

A urze no tratamento das infeções urinárias 


Uma das principais indicações da urze é o tratamento de infeções urinárias, cistite, ardência ao urinar, urina turba, pielonefrite (quando as bactérias da infeção urinária atingem os ris). Isso deve-se ao seu efeito antibacteriano, antisséptico e diurético. Ao aumentar a eliminação de urina, também expulsa os germes causadores da infeção. Além disso a urze contém flavonoides e taninos que possuem propriedades anti inflamatórias, que atuam sobre as paredes da bexiga e aliviam a dor aguda que geralmente é associada à cistite.

Infusão de Urze


A infusão é feita à razão de 1 colher de sobremesa das extremidades floridas da urze picadas, para uma chávena de chá. Coloque a planta em água a ferver e mantenha a descansar por uns 10 minutos, coe e beba.
Beba três chávenas ao longo do dia, preferencialmente apos as refeições.
Indicções: Infeção urinária, gota, Hiperplasia benigna da próstata, hipertensão, infeção do trato urinário, genital e bocal.
A infusão de urze também pode ser usada sob a forma de banho.

Cataplasma de urze


Pique as terminações floridas da planta até formar uma papa. Cubra com água quente, apenas a necessária para formar uma pasta cremosa. leve ao fogão e deixe ferver por 2 ou 3 minutos. Deixe arrefecer ligeiramente e coloque a pasta no centro de um tecido ou ligadura. Aplique na zona afetada.
É indicado às dores reumáticas, artrite, frieiras, eczemas.

Óleo de urze


Coloque 50 gramas de flores frescas dentro de uma frasco de vidro com 250 ml de azeite de oliva. Coloque a macerar pelos menos durante 8 dias numa janela ensolarada. Depois de pronto coloque o frasco em local escuro e bem rolhado.
Aplique umas gotas sobre a pele e massaje suavemente.
O óleo de urze é especialmente indicado nos problemas de pele.

Contra indicções da urze


O seu uso não aconselhado a mulheres em gestação e amamentação.
Não é indicado a crianças com idades inferiores a 12 anos.
Não é recomendado prolongar o tratamento por mais de uma semana.
Em caso de insuficiência hepática, renal ou cardíaca é recomendado consultar o médico antes de começar a usar a planta.
É contra indicado nos casos de gastrite e úlceras gastroduodenais.

Curiosidades da urze


A urze é uma das plantas preferidas das abelhas. Desta atração resulta um mel rico em propriedades medicinais, com tonalidade escura, descrito como um mel perfumado com odor a caramelo, doce e com um ligeiro travo amargo.

No mundo esotérico, a urze é usada para tratar o egocentrismo.

Nomes populares: Urze, Torga ordinária, urze do monte, barba do mato, mongariça, magoriça, queiró, vassoura, carrasca, brezo (espanhol), bruyàre (francês), heather (inglês).
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...