Benefícios da romã

Benefícios e propriedades da romã

A romã é uma infrutescência da romãzeira (Punica granatum), uma fruta preciosa, com muitos significados simbólicos, acredita-se que ela está associada à abundância, à união, amistosidade, ao amor e à fertilidade, graças à grande quantidade de sementes dentro de cada fruto. Em algumas partes do mundo são consumidas na passagem de ano, como simbolo de sorte.

A romã é uma infrutescência que provém da romãzeira (Punica granatum L). Destaca-se pelo alto teor de vitamina C, A,  E , vitaminas do complexo B,  ácido fólico, potássio e polifenóis. Contém também flavonóides, ácidos fenólicos, acidos graxos e taninos, entre outros.

A romã é uma fruta com fortes poderes antioxidantes, é uma potente aliada contra o cancro, as doenças cardiovasculares e outro males que advém do envelhecimento precoce.
Contém ainda propriedades anti virais, anti bacterianas, vermicidas, antitumorais e acredita-se que nela como uma fruta que ajuda a prolongar a longevidade.

Principais benefícios do consumo da romã


A ingestão regular da romã contribui para melhorar a saúde cardiovascular, ajuda a baixar o colesterol, reduz a formação de placas nas artérias e propicia a boa circulação do sangue. Acredita-se que consegue reduzir os riscos até 30% da incidência do enfarte.

A romã é uma excelente auxiliar na prevenção dos problemas orais e na redução da placa bacteriana. Este facto deve-se ao seu teor de tanino e às suas propriedades anti bacterianas e anti virais.

As romãs têm propriedades que ajudam a limitar a danificação das células, principal causa do desenvolvimento do cancro. Esta característica anti cancerígenas dão-se pelo facto desta fruta conter ácido gálico, elágico e protocatequínico. Estudo feitos nos Estados Unidos mostra que a associação destas três substancias, aínda ajuda a reduzir a velocidade de multiplicação das células cancerígenas.

As sementes desta fruta, estão contidas nos pequenos bagos rosados, têm propriedades fitoestrogénicas, que auxiliam nos descontroles hormonais, sendo boas auxiliares no control dos transtornos provocados pela tensão pré menstrual e da menopausa.

No passado o chá da casca de romã era usada como antibiótico. A romã é eficaz na eliminação de bactérias prejudiciais ao nosso organismo. Sendo esta prática ainda utilizada hoje por seguidores da medicina alternativa.

As folhas da romãnzeira, usadas em infusão aliviam problemas digestivos e a irritação ocular. Já a infusão da casca da romã em forma de gaguejos, auxilia nas infecções de garganta.

As infusões da raiz e da casca do tronco são usados no combate dos parasitas intestinais, incluído a tênia.

Chá de casca da romã 

As infusões da casca da romã, funciona pelas propriedade bactericidas, anticépticas e anti inflamatórias. Ações essas que ajudam nos processos inflamatórios e no controle dos microrganismos causadores de várias perturbações, incluindo gastroenterite.
Junte 10 gr de casca de romã com uma chávena de água fervente. Deixe abafado por 10 minutos, coe e beba o chá morno. Beba entre 2 a 3 chávenas por dia.

Tratamento da boca, garganta inflamada e irritada com romã

A casca da romã quando usada sob a forma de infusão, bochechos ou gargarejos é usada contra as doenças da garganta e da boca como faringites e gengivites. Segundo alguns estudos a casca têm ação contra bactérias patogênicas, inibindo a sua proliferação.
Ferva uma chávena de água com 6 gramas de casca de romã por 2 ou 3 minutos. retire do lume e deixe abafado até amornar.
Faça gaguejos ou bochechos com a infusão mais de 3 vezes ao dia. Leia mais sobre: Dores de garganta
➢ Pode-se igualmente mascar pequenos pedaços de casca da romã seca ou fresca, como se fosse pastilha elástica.

Casca de romã contra vermes intestinais

Esta infusão é valida contra a tênia ou solitária e vermes chatos.
Ferva 40 a 60 gr de casca do tronco ou da raiz da romã com 200 ml de água. Mantenha a fervura por 10 minutos e depois coe a infusão.
Divida a esta infusão em três porções e tome cada uma delas, com intervalo de uma hora.
Cuidado: Não exceda as doses de extrato da planta, em doses elevadas provoca toxidades importantes. Esta preparação não deve ser usada em crianças com idades inferiores a 12 anos.

Curiosidades sobre a romã


A romã é considerada um fruto sagrado, antigamente os Gregos prezavam-na como fruto da fertilidade e a conceituavam como fruto de Afrodite, a Deusa do Amor.

Contra indicações: O consumo exagerado pode causar enjoos ou vômitos. A romã contém um alto teor de alcaloides, que podem causar alguma toxidade.

Nomes populares: Romã, fruto do amor, grenade (francês), pomegranate (inglês), granada (espanhol).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...