7.6.13

Causas da queda de cabelo ( Alopecia)



Como evitar a queda de cabelo
A alopecia ou seja, a queda de cabelo, é um problema cada vez mais comum e causa um impacto muito negativo na auto-estima. As causas da alopecia podem ser internas ou externas. As interna normalmente são provocadas pelo o stress, a hereditariedade, inflamação do couro cabeludo, deficiência alimentar, doenças auto imunes, cirurgias e desregulações hormonais. As causas externas da queda do cabelo são provocadas pelo sol, poluição, secadores, banhos demasiado quentes, produtos químicos, traumatismos, etc.
O melhor é procurar um profissional especializado, que lhe possa dar a resposta e o tratamento adequado.

As causas e os vários tipos de calvície


Alopecia androgenética: Existem vários tipos de calvície, sendo a principal a androgenética ou androgénica, esta calvície é fortemente determinada pelo nosso perfil genético e é provocado pelo hormona masculina Dihidrotestosterona (DHT). Esta hormona leva à diminuição dos folículos, encurta a fase de crescimento dos cabelos e aumenta as fases de descanso.
Geralmente caracteriza-se por uma perda lenta e gradual dos cabelos, com o avanço deste quadro, dá-se uma perda mais difusa dos fios capilares, a pele vai-se mostrando cada vez mais, surgem entradas e dá-se uma diminuição de cabelos no topo da cabeça. Nos homens leva a calvície total, nas mulheres leva ao enfraquecimento e rareamento do cabelo.

Para o diagnostico da alopecia androgenética são tidos em conta :
O histórico familiar de calvície, dos pais, dos tios e avós.
Fazer o despiste de algumas doenças. Há certos problemas de saúde que também podem levar à calvície e confundir o diagnostico tais como: problemas hormonais, anemia, hipotireoidismo, infecções, desequilíbrios hormonais.
Sabe-se que as mulheres com síndrome policístico têm maior predisposição para desenvolver este tipo de calvície. 

Alopecia areata: Esta outra variante, consiste na perda localizada de cabelo e gera peladas que se podem estender a outras partes do corpo. Geralmente é causada por problemas emocionais e por alguns factores auto imunes. Afeta homens e mulheres por igual e pode aparecer em qualquer idade.

Alopecia traumática: É um tipo de queda ou perda de cabelo que ocorre por acção mecânica. Pode ser causada pelo hábito de arrancar os fios de cabelo, pela tracção dos cabelos, pela acção física de calor e pela acção química.

Alopecia seborreica: É causada pelo excesso de gordura, que pode provocar irritações, coceiras, caspa e queda de cabelo. As glândulas sebáceas secretam uma sustancia oleosa chamada sebo, que permite lubrificar a pele e os cabelos. Circunstancialmente estas glândulas aumentam a produção, o que gera excesso de gordura e se traduz em cabelos opacos, gordurosos, sem força e volume.

Alopecia difusa: Este é um tipo de queda que pode surgir de um modo repentino. Reflecte-se como com uma perda aguda e progressiva do cabelo, após uma situação de stress, estados febris, doenças cronicas e partos. O cabelo desprende-se facilmente, torna-se escasso e com aspecto fino. Ao contrário das outras alopecias, geralmente são temporárias e curam-se com o tempo.

Tratamentos para a queda do cabelo


Nas formas mais simples da queda do cabelo, temos os suplementos alimentares que têm aminoácidos e olioglementos importantes para fortificar o cabelo como o zinco, o ferro, entre outros. Contudo por si só não chega, há a necessidade de adquirir um estilo de vida saudável, fazer uma alimentação corecta, repousar e praticar exercício fisico.
Partindo para os farmacêuticos temos o minoxidil, que é um medicamento de referência, de aplicação tópica e muito eficaz. Existem duas concentrações a de 2% e 5%, sendo a segunda a mais usual. Contudo este medicamento deve ser utilizado por muito tempo, os resultados não se vão observar em semanas nem em meses, alias nos primeiros 2 meses até se pode verificar uma piora, mas não deve ser motivo de desistência. Após 4 ou 5 meses já se podem verificar progressos e ao fim de um ano já se registam francas melhoras. Depois têm que se continuar, para não regredir no tratamento.

Mitos e verdades sobre a queda de cabelo


Cortar o cabelo fortalece-o?
Falso! Tudo o que diz respeito à alopecia e ao crescimento do cabelo, dá-se a um nível mais profundo do couro cabeludo, mais concretamente nos folículos pilosos. O cabelo têm um diâmetro maior na base, que na ponta e quando o cortamos dá a falsa ilusão de parecer mais forte.

É verdade que se perde mais cabelo após a gravidez?
É verdade! Mas geralmente dura menos 6 meses.

Lavar a cabeça tosos os dias enfraquece a raiz dos cabelos?
É falso! Os cabelos lavados criam a falsa persecução de uma maior queda, porque as pessoas quando os lavam dão-se mais conta disso. O cabelo deve ser lavado à medida da necessidade, de forma a não criar oleosidade ou sujidade.

Alimentos ricos em proteinas fortalecem o couro cabeludo?
Verdadeiro! A alimentação têm um aspecto muitoimportante na saúde do cabelo.

Alimentos contra a queda de cabelo


Uma alimentação equilibrada é fundamental para todos os tecidos do organismo e reflecte-se directamente na saúde e beleza dos cabelos. O cabelo é um tecido nobre e se houver algum tipo de carência os nutrientes vão ser deslocados para outros tecidos mais importantes. De uma forma geral há alimentos mais importantes que outros.

Carnes vermelhas e vegetais de cor verde escura, têm ferro que fortalece o cabelo.
Alimentos ricos em proteina. O cabelo é constituído essencialmente por proteína, temos uma boa fonte nos lacticínios, nos ovos eleguminosas.
Vinagre de maça: Ajuda o organismo a absorver a proteína essencial ao cabelo. Também pode ser usado em uso externo. Benefícios do vinagre de cidra
Pepino: Excelente fonte de potássio, enxofre e manganês, que ajudam a fortalecer os fios e a prevenir a queda de cabelo.
Alecrim: Melhora a circulação do couro cabeludo. Propriedades do alecrim
Frutos do mar: São ricos em magnésio e zinco.
Sementes de abóbora: regulam a produção de DHT, um derivado de testosterona implicado na queda de cabelo e outros. As vantagens das sementes de abóbora
Ovo: são ricos em ferro e enxofre dois elementos essenciais para prevenir a queda de cabelo e manter a suavidade do cabelo.
Cebola: é rica em nutrientes úteis para a saúde do cabelo e previne fungos e bactérias do couro cabeludo. Mais sobre cebolas


Tratamentos caseiros para a queda de cabelo


Infusão de alecrim:
Um maço pequeno de alecrim de preferência com flores.
Ferva 600 ml água e acrescentar um punhado de alecrim. Deixe o preparado arrefecer  e com ele enxague o cabelo, após a retirada do condicionador.

Infusão de vinagre de sidra com urtiga:
Encha um frasco com urtigas e acabe de encher com vinagre de cidra. Deixar a macerar uma semana, antes de usar. Este preparado dá para várias aplicações.Aplicar no cabelo depois da retirada do condicionador. Saiba mais sobre a urtiga aqui.

Nenhum comentário:
Postar um comentário

LinkWithin
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...