Benefícios do Funcho - Foeniculum vulgare

O funcho (Foeniculum vulgare) é uma planta aromática e medicinal, nativa da bacia do Mediterrâneo, cultivada atualmente em várias partes do mundo

No modo selvagem o funcho é uma planta facilmente encontrada em terrenos baldios e colinas secas. Possui importantes qualidades medicinai e é usada como remédio caseiro em diversas patologias. É inclusivamente mencionado pelos antigos médicos e botânicos, como Hipócrates e Dióscorides.

Indicações terapêuticas: Cólicas intestinais e menstruais, nervosismo,  azia, queimação, refluxo, dor de garganta, infeções urinárias, espasmos, diarreia, vermes intestinais, flatulência, estimulo do leite materno.

Propriedades medicinais: Carminativas, antiespasmódicas, expetorantes, mucoliticas, aperitivas, analgésica, calmantes, tonificantes, anticépticas, antibacterianas, antifúngicas, purificantes, aromáticas, tonificantes, galactogénicas, cicatrizantes.

Benefícios e propriedades medicinais do funcho


Saúde do aparelho urinário: A raiz do funcho têm uma grande capacidade diurética e depuradora, é usada em problemas renais, cistite, oliguria (diminuição ou ausência de urina), cálculo renal, inflamação da uretra, ácido úrico elevado, hipertensão, edema e retenção de líquidos.

Saúde feminina: O funcho é indicado a vários problemas do aparelho produtor feminino, possui ação antimicrobiana, combate bactérias e fungos, sendo utilizado no tratamento de várias infeções do aparelho reprodutivo. É igualmente indicado nos sintomas da menopausa e no control da dismenorreia, devido à sua ação estrogênica, relaxante, analgésica e anti inflamatória. No uso popular o funcho é utilizado com anticoncepcional natural, sendo usado em algumas partes do mundo como indutor ao aborto.

Ansiedade e distúrbios do sono: Tradicionalmente o funcho é utilizado com a finalidade de melhorar os sintomas de nervosismo, a ansiedade, a qualidade do sono e outros transtornos neurológicos. Em algumas comunidades ele é inclusivamente usado com o proposito de aliviar as dores de cabeça de origem nervosa.

Cicatrizante de feridas: O funcho é recomendando na cicatrização de feridas, dado a sua atividade cicatrizante. Os curandeiros das tribos indianas administram a combinação desta planta juntamente com outras, com a finalidade de acelerar o processo de cura de várias lesões superficiais.

Auxiliar digestivo: É usado como um digestivo, contra a dispepsia e a distensão abdominal, aliviando o desconforto ou a dor após a ingestão de alimentos. Relaxa as paredes do aparelho digestivo, alivia os sintomas de náuseas, vômitos, elimina o mau hálito e é indicado no tratamento da diarreia. Impede a formação de gases intestinais, bloqueia o processo de fermentação intestinal.

Problemas respiratórios: A infusão de funcho ajuda a prevenir os sintomas de resfriado e a descongestionar o sistema respiratório, funciona como um expetorante que ajuda a expelir o excesso de muco e fleuma. Alivia as crises de asma, tosse, catarro e rouquidão.

Aumenta a imunidade: O funcho possui atividade antibacteriana, antifúngica e antisséptica, 3 importantes propriedades que ajudam a reforçar o organismo face às doenças infeciosas.

Saúde ocular: As sementes e as folhas de funcho ajudam a aliviar o processo da blefarite, a inflamação das margens das pálpebras que causam ardor e coceira. Refresca e alivia olhos cansados, inchados e com conjuntivite. Coloque um algodão ou uma compressa embebidos em chá de funcho sobre os olhos por 10 minutos.

Reduz a dor: É indicado como anti inflamatório e relaxante muscular, sendo indicado nos casos de artrite, doenças reumáticas e outras patologias associadas à dor. Melhora a saúde dos tecidos e a funcionalidade das articulações. Acalma a dor e a inflamação da faringite e da gengivite.

Potencia a perda de peso: O funcho ajuda a aliviar a retenção de líquidos e reduz o edema causado por este desequilíbrio. Conta igualmente com ação termogénica, uma função que aumenta o metabolismo e permite maior gasto energético. Além disso o funcho é conhecido por regular o apetite e reduzir a celulite.

Campo mistico: Ao nível energético o funcho é uma planta muito poderosa. Ele trabalha e estimula a nossa expressão, criatividade, desenvolve o desejo de aperfeiçoar as nossas aptidões e qualidades, dá motivação para a realização dos nossos sonhos e ajuda a cortar os laços do passado que nos atormentam.

Veja também: Os benefícios das sementes de funcho

Diferença entre erva doce e funcho


Muita gente tende a confundir o funcho (Foeniculum vulgare) com erva doce (Pinpinella anisum), apesar de serem aparentadas são duas plantas distintas.
As folhas da erva doce assemelham-se a salsa, as do funcho são finas e delicadas.
As flores do funcho são amarelas, as da erva doce são brancas.
A erva doce tem sementes mais pequenas em comparação com as do funcho.
O chá é outra das diferenças, o de funcho é mais forte e mais opaco, o de erva doce é mais leve e transparente.

Como preparar chá de funcho


Use uma colher de sopa de funcho em meio lito de água.
Quando a água alcançar a fervura, retire do lume e coloque o funcho. Abafe e deixe repousar por uns 10 minutos. De seguida coe e beba, 2 a 3 chávenas distribuídas ao longo do dia.

Curiosidades sobre o funcho


Quando fresco o funcho atrai uma grande diversidade de animais e insetos, sendo inclusive hospedeiro de alguns lepidópteros, porém depois de seco é um bom repelente de insetos. No passado era comum usar sementes de funcho moídas nos curais dos animais e nos canis como um repelente de pulgas.

Já era utilizado desde o tempo de Roma antiga, como alimento e remédio natural utilizado em mais de 22 tratamentos. Os Romanos adornavam-se com grinaldas de funcho, com a convicção de que este de que ele os potenciava ao nível sexual, dado que lhe eram atribuídas propriedades afrodisíacas. Era também utilizado pela suas propriedades carminativas, ou seja, com o fim de eliminar os gazes.

A cidade do Funchal na ilha da Madeira recebeu o nome pela existência e abundancia de funcho na altura das descobertas. O funcho está associado à gastronomia tipica da Madeira e entra na composição dos famosos rebuçados de funcho.

O seu nome provem do latim "foenum", que significa feno, devido à sua fragrância.
O funcho também é conhecido por: erva doce, anis doce, fiuncho, finóquio, finochio, maratro.

Como usar o funcho


Toda a planta do funcho é comestível, desde as folhas, sementes e bolbos radiculares. Devido ao seu aroma anisado o funcho é utilizado como aromatizante em produtos farmacêuticos e perfumaria. As folhas têm ação cicatrizante e antissépticas quando usadas superficialmente, na raiz sobressai a ação diurética.
As folhas são usadas em chá e como condimento culinário, aromatizam saladas, pratos de arroz,
peixe, azeitonas.
Os bolbos jovens são tenros e suculentos e podem ser consumidos crus ou cozinhados.
 As sementes de funcho aromatizam licores, bolos e outros produtos de pastelaria e padaria . São também usadas em chá e tisanas, com propriedades parecidas ao das folhas.

Contra indicações do funcho


Não é recomendado a utilização de óleos essências de funcho, durante o decorrer da gestação, da lactação e em crianças com idades inferiores a 6 anos. Deve igualmente ser usado com cautela em pessoas que sofram de doenças alérgicas, sendo nestes casos recomendado o uso de pequenas quantidades como forma de experimento, ao não se observarem reações alérgicas pode ser usado normalmente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...