29.7.17

Benefícios da língua de vaca (Rumex)

Propriedades e benefícios da língua de vaca (Rumex)

Hoje vamos falar de uma planta que têm dado muito que falar com quem se depara com ela a: Rummex conhecida por Língua de vaca, labaça ou azedinha. Trata-se de uma erva de raiz carnuda e profunda, com uma capacidade de resistência fenomenal, cada fragmento da sua raiz pode originar uma nova planta e as suas sementes chegam a sobreviver até 21 anos com uma capacidade germinativa de 83%. Um verdadeiro pesadelo para os agricultores.

Contudo a Rumex também têm o seu lado bom, ela possui propriedades medicinais de grande interesse na área da saúde é anti bacteriana, adstringente ,diurética, laxante, anti oxidante e tonificante. Estas características  favorecem o tratamento do acne, psoríase, eczema, cancro, doenças venéreas, purificação do sangue, entre outras.

Principais benefícios da língua de vaca (Rumex)


Melhora a função de vários órgãos do corpo. Na medicina popular a língua de vaca é utilizada com o fim de melhorar a função dos rins, do fígado, do intestino e das glândulas linfáticas. A planta ajuda o corpo a desintoxicar-se e inclusivamente a liberta-se de poluentes como metais pesados. Também é útil na eliminação do excesso de ferro armazenado no fígado.

Na forma de cataplasma a Língua de vaca trata inflamações, feridas, eczema, psoríase, sarna, pruridos, irritação e comichão da pele. Prepare o cataplasma, macerando as folhas da língua de vaca até formar uma pasta, depois aplique-a na área afectada duas a três vezes por dia. Também poderá aliviar as dores de cabeça ao aplicar o cataplasma de folhas aquecidas sobre a testa.

Trata cistites, cálculos renais e outros problemas diuréticos. Coloque uma colher de sopa de folhas de língua de vaca picadas numa chávena, acrescente água fervente e abafe. Espere que a infusão amorne e beba 1 a 3 chávenas por dia. Deve evitar tomar após o fim da tarde.

Contra indicações do uso da língua de vaca


As folhas da língua de vaca possuem altas concentrações de oxalato, e quando usadas regularmente ou em excesso podem alterar a absorção do cálcio o que pode levar a sua carência e agravar quadros de pedras nos rins.
Algumas espécies de Rumex, têm sido associadas a cenários de intoxicação nos bovinos e ovinos.

A raiz da lingua de vaca é rica em anti oxidantes, porém o seu consumo deve ser moderado, sob o risco de oferecer alguma toxidade.

Curiosidades sobre a Língua de vaca


Possui folhas ovais com uma textura similar à do agrião. Apresenta um alto teor de celulose, potássio, magnésio e vitamina C. A sua acidez deve-se ao seu teor de bioxalato de potassa (5% a 9%), que também é responsável por parte das suas propriedades medicinais.

Usa-se como condimento na elaboração de vários pratos, cozida ou crua. É frequentemente ligada à cozinha Francesa. A sopa de azedas é um prato comum nalguns países Europeus.

O nome Rumex têm origem no latim onde significa lança, justifica-se pelo facto das folhas desta planta se assemelharem a lanças.

Nos Estados unidos esta planta medicinal usa-se no tratamento de problemas urinários.
No Brasil é emprega-se como anti inflamatório, diurético e laxante.
Na Argentina utiliza-se a decocção das raízes com o fim de tratar diarreias e doença do forro respiratorio.
No Peru é usada como anticéptico.
Os Romanos utilizavam-na com o intuito de melhorar a digestão.

Popularmente a língua de vaca (Rumex) , também é conhecida por Azedinha, Azeda, Labaça, Azeda de Ovelha, Erva, Maria Gorda, Vinagreira ou simplesmente Vinagreira.
Nenhum comentário:
Postar um comentário

LinkWithin
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...