Calêndula - Propriedades e Benefícios

A Calêndula (Calendula officinalis) é uma planta que pertence à família das  Asteraceae, a mesma das margaridas. Trata-se de uma planta comestível, ornamental e medicinal, que é amplamente usada na industria farmacêutica e na homeopatia, principalmente nos problemas associados à pele.

As flores da calêndula são ricas em flavonoides e betacarotenos e possuem uma atividade anti oxidante significativa. São especialmente usadas no modo externo no tratamento da pele, em ferimentos, picadas de insectos incluindo as de abelha, irritações, psoríase, verrugas e queimaduras. No modo interno, usadas sob a forma de chá, dão bons resultados no tratamento das doenças do figado e da vesícula, ulcera gástrica, hemorroides, nervosismo, dores de cabeça e tonturas.

Tanto as folhas como as flores de calêndula são comestíveis, frescas ou seca podem ser adicionadas a saladas sopas ou bolos. As folhas apresentam um sabor inicial doce e viscoso, prosseguindo de um gosto salgado. As flores e folhas frescas são adicionadas a saladas, já as flores secas são usadas em sopas e bolos. São também usadas como corante culinário, as pétalas da calêndula depois de secas e reduzidas a pó são usadas para temperar e colorir pratos de marisco, caldeiradas, sopas e guisados. O acréscimo das flores de calêndula pode dar cor ao arroz, colorir ovos da páscoa, intensificar o amarelo da maionese, entre tantas outras ideias, razão pela qual chega a ser apelida por alguns de açafrão dos pobres.

Principais propriedades e usos medicinais da Calêndula


Propriedades da calêndula: Adstringente, anti inflamatória, bactericida, anti fúngica, anti viral, anti abortiva, sudorifica, antiemética, anti alérgica, anti seborreica, antiespasmódica, colagogo, suavizante, emoliente, tonificante da pele.

  • Ajuda no tratamento de dermatites e eczemas
  • Ajuda no tratamento do acne
  • Alivia os sintomas da psoríase 
  • Auxilia a recuperação das assaduras da pele
  • Previne a descamação da pele
  • Trata contra as picaduras de insectos
  • Trata e acelera a recuperão dos ferimentos da pele
  • Protege e recupera os seios gretados 
  • Trata candidíase, quando usada sob a forma de banho
  • Auxilia no tratamento de hematomas
  • Estimula a síntese de colágeno e previne as rugas
  • Previne e recupera as peles rachadas
  • Alivia as irritações, dermatites e vermelhidão da pele 
  • Estimula a recuperação das queimaduras de contacto e solares
  • Cuida e trata os lábios rachados
  • Auxilia no tratamento das ulceras gástricas
  • Melhora as funções do figado e vesícula
  • Ajuda na recuperação de hemorroides
  • Trata conjuntivite, sob a forma de compressas
  • Alivia as dores de cabeça e a as tonturas
  • Micoses do pé (Sob a forma de banho)
  • Trata as verrugas da pele
  • Alivia dores de garganta e amigdalite, principalmente quando associada com Salvia (Salvia officinalis)

Como usar a calêndula


Infusão de calêndula: Coloque 2 colheres de sopa de flores frescas de calêndula (ou uma colher de sopa de flores secas) numa chávena de água fervente, tape e abafe por uns 5 minutos. Depois coe e beba. Usos: problemas de figado e vesícula, dores de garganta, amigdalite, dores de cabeça, ulceras gástricas, tonturas, conjuntivite (sob a forma de compressas). Sob a forma de banho: hemorroides, Candidíase, micoses da pele.

Cataplasma de calêndula: Amasse as flores e folhas de calêndula, depois de obter uma pasta aplique-a sobre a pele afetada por acne, psoríase, ferida, mordidas, queimadura, etc. Deixe atuar por 30 minutos. Usos: picadas de insectos, acne, dermatites, eczemas, verrugas.

Tintura de calêndula: Lave bem a flor, pique-a grosseiramente e coloque num frasco de vidro, cubra com álcool, feche e mantenha por 7 dias  em local escuro. Depois coe o preparado e guarde num frasco bem rolhado. Usos: é usada na preparação de cremes e várias patologias da pele.

Pomada de calêndula: 25 gramas de lanolina (pode ser substituída por banha de porco), 25 gramas de vaselina solida, 5 ml de tintura de calêndula, 2 ml de tintura de própolis.
Misture bem as duas gorduras, a lanolina e a vaselina. Depois de bem envolvidas junte a tintura de calêndula, seguida da tintura de própolis, mexa até obter um creme homogêneo. Guarda-se num pote esterilizado, bem fechado num local fresco e escuro. Caso tenha trocado a lanolina pela banha de porco, guarde o creme no frigorifico, de modo a evitar que apanhe ranço. Use 3 a 4 vezes ao dia sobre a pele.

Pomada de calêndula com dois ingredientes: 1 punhado de flores de calêndula frescas ou meio de flores secas, 200 gr de vaselina.
Leve a vaselina a derreter em lume brando e junte as flores picadas. Misture bem e deixe ferver por uns curtos minutos. Coe o preparado, com ajuda de um tecido limpo, pressionando bem, de modo a permitir libertação da gordura. Coloque num pote esterilizado, feche e guarde em local fresco e escuro. Tal como a pomada anterior, deve ser usada sobre a pele 3 a 4 vezes ao dia.

Óleo de calêndula: Há duas maneiras de fazer o óleo de calêndula, uma mais rápida e outra que demora duas semanas. O mais eficiente é o mais demorado, mas para uma pressa o mais rápido é uma boa solução. Nas duas preparações óleo vegetal deve ser de boa qualidade, pode ser óleo de amêndoa, de sésamo, girassol, azeite de oliva, entre outros. É usado sobre a pele ou sobre o cabelo.
Óleo de calêndula a quente: Encha um frasco com flores de calêndula e cubra com o óleo. Tape o frasco e deixe-o a repousar numa janela ensolarada por 4 semanas a 8 semanas, quanto mais tempo, mais concentrado. O processo é lento e permite que a planta liberte as propriedades de uma maneira mais eficiente. Findo o tempo, coe o preparado e guarde em local escuro.
Óleo de calêndula a frio: Coloque as flores de calêndula num recipiente que possa ir ao calor e cubra-as com o óleo escolhido. Leve a mistura  ao lume brando em banho maria, por duas horas. Retire do fogo e depois de frio, coe o preparado. O seu óleo macerado está pronto a usar.

Curiosidades da Calêndula


O nome calêndula provem de uma palavra latina: Calendae, que significa primeiro dia de cada mês. A sua flor está fortemente ligada ao sol, de manhã assim que o sol sol nasce, ela abre as suas pétalas, para as fechar assim que ele se pousa.

A calêndula não é nada exigente, é muito fácil de ser cultivada, nem é preciso ter jardim, um vaso na varanda satisfaz plenamente. Veja aqui: Como cultivar a calêndula.

No passado a calêndula foi usada pelos soldados da primeira guerra mundial no campo de batalha de, consta que a aplicavam nas lesões e nos ferimentos. Os egípcios utilizavam-na como planta rejuvenescedora.

Nomes populares: Calêndula, erva vaqueira, bem me quer, mal me quer, maravilha, maravilha do jardim, calêndula hortense, margarida dourada, boas noites, verrucária, bonina, flor de todos os males, Pot Marigold (Inglês)

Contra indicações da calêndula: Não deve ser usada durante a gestação ou amamentação. O uso de calêndula pode causar dermatite, irritações ou erupções em pessoas mais sensíveis.

Estudos relacionados com a calêndula


Numerosos estudos laboratoriais têm vindo a confirmar os efeitos anti inflamatórios da calêndula, embora os estudos envolvendo humanos sejam escassos. Veja aqui abaixo 3 artigos relacionados com o estudo desta planta medicinal:
  1. Estudo sobre o efeito da calêndula na placa e gengivite
  2. Suplementos alimentares vegetais com efeitos anti inflamatórios
  3. Preparação da calêndula no tratamento de infecções cutâneas 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...